A música é alma
A música é emoção
Não há coração que fique indiferente
Ao som de uma bela canção!

 
As sensações que a música provoca em cada um de nós é um fenómeno complexo. O mesmo som e a mesma melodia, sejam de estilo clássico, popular ou fado, provocam diferentes emoções em diferentes pessoas.
A música faz parte do nosso dia-a-dia, seja em momentos de alegria ou de tristeza. Se ela está presente em festas e comemorações, também não falta em cultos religiosos, funerais e até no processo de tratamento de determinadas patologias.
Portugal é conhecido como o país do Fado e da Saudade. Conceitos que caminham sempre lado a lado, são mais do que uma simples música, são uma forma de expressão, um património, uma herança que nos permite sentir, como ninguém, cada nota, cada som e cada palavra cantada!

“Eu nasci a ouvir o fado” Tiago Silva

A música é tão especial que chega aos invisuais através das vibrações, é tão intensa que é recomendada durante a gravidez, pois aumenta a atividade cerebral do feto, promove o bem-estar através do relaxamento e quando cantada pelos pais proporciona uma maior aproximação afetiva com a criança.
Está comprovado cientificamente que ao ouvirmos música são ativadas várias estruturas cerebrais responsáveis pelas emoções e pelo comportamento social. Ocorre também libertação de dopamina que é o neurotransmissor responsável pela sensação de prazer, satisfação e bem-estar. Assim, a música constitui uma terapia e um medicamento sem contra-indicações.


“A música Portuguesa vive em cada um de nós”
Que a sua grandiosidade sempre nos persiga
Se quem canta seus males espanta
Que possamos fazer da vida uma cantiga



No vídeo que se segue podem ouvir, na primeira pessoa, a descrição da experiência de Tiago Silva, músico e professor, que diz ser “fruto” das vivências que teve ao longo dos seus 20 anos de carreira como cantor!
Tem um lema que é “Unidos Pela Música Portuguesa”. Pretende contribuir para a elevação da cultura musical nacional e deseja vê-la no lugar que esta tanto merece.

Partilhar isto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *