No meu tempo o conceito de Pai parecia ser diferente.
Onde está o Pai? Perguntava quando criança…
Foi ganhar o tostão para a papa.
Era a resposta sempre presente na ponta da língua
De quem respondia com toda a confiança.

Ficámos então com a impressão de que estes seres humanos
Eram o pilar financeiro, eram quem sustentava…
Mitos, ilusões e enganos que perduraram anos e anos.

Crescemos e percebemos o compromisso,
Porque ser Pai é muito mais do que isso!

Ser Pai é ter presença constante
Ama, protege e faz questão de cuidar
E mesmo que esteja ocupado e cansado
Com a firmeza dos seus braços nos vem abraçar.
O seu beijo marcante
Fica em nós para toda a vida
E quando algo não corre bem
Não consegue segurar aquela lágrima atrevida.

Quando chegam os netos… esses então
São revestidos de um calor sem fim
É uma tal paixão,
Uma ternura sem explicação,
Uma cumplicidade e dedicação
Qual amor de perdição!
 
Também com três letrinhas apenas
Descrevo o que no meu coração vai
Não é preciso mais espaço
Para revelar o amor que se sente por um PAI!

Este texto é dedicado a todos os Pais mas em especial ao meu Pai e ao Pai do meu filho!

Partilhar isto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *