O sentido da vida
Parece por vezes não fazer sentido!
 
Nascemos na ignorância de nada saber do mundo
As necessidades básicas são a única prioridade
Queremos ter por perto quem nos cuide e ame
Somos seres envoltos em afetividade.
 
Vamos crescendo… e ser criança é algo mágico
Não existe preocupação que atormente
Quando contrariada faz grandes birras
É o processo de evoluir saudavelmente.
 
Chega a tão esperada adolescência
Os pais deitam as mãos à cabeça
A afirmação do eu está sempre presente
Mas parece que vivem em constante sentença.
 
Ser jovem é um delírio
Mas as preocupações aumentam
Estudar para preparar o futuro
Enquanto a personalidade sedimentam.
 
As prioridades alteram-se
Quando a idade adulta se aproxima
A vida profissional passa a ser o foco
Alimenta-se a autoestima.
 
O passo seguinte é facultativo
Pois nem sempre o relógio biológico desperta
Casar e ter filhos pode ser
Um desafio e uma enorme descoberta.

Com a vida profissional estável
E os filhos particamente criados
Está na hora de abrandar o ritmo
E reparar nos que foram negligenciados.
 
Pais e avós
Esses seres tão importantes
Agora que temos mais tempo
Percebemos como são relevantes.
 
O tempo passou sem nos darmos conta
E não são permitidas compensações
Infelizmente eles foram embora
E as palavras ficaram retidas em nossos corações.
 
Porque é que não estive mais presente?
Tanto mais eu podia dar
A vida passou tão rápido
Que nem se dá pelo tempo passar.
 
A esperança resplandece
Com novos seres a surgir no mundo
Os filhos dos nossos filhos
Fazem sentir um amor e orgulho profundo.
 
Sem avós e sem pais
Vemos os filhos naquela tal labuta
Agora são eles que não têm tempo
E acham-se senhores da verdade absoluta.
 
Um dia hão de aprender
Tal como todos aprendemos
Mas essa sabedoria chega tarde
E damos conta que em pleno não vivemos.
 
Quando criança não compreendia
E em jovem não tinha tempo para pensar
A vida adulta é muito complexa
Temo que a tempo não possa chegar.
 
Parece que tudo acontece
Fora do tempo devido
Quando reconhecemos o valor das pessoas
Corremos o risco de já terem morrido.
 
Esta é apenas uma reflexão
A vida tem de ser vivida intensamente
Se for possível não esqueçam
Os que de certo vos amam plenamente!

MD

Partilhar isto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *